Saia do piloto automático

Atualizado: Set 22


Nossos pensamentos programam nossa vida! _ Hélio Couto

Você já viveu alguma situação de forma recorrente em sua vida, e embora tenha desejado intensamente deixar o ciclo de derrota que se repete em determinadas áreas, você se vê repetindo os mesmos erros e voltando as mesmas situações de fracasso? Os pesquisadores Meryl Lowis e Robert Sutton, em seu estudo sobre a "Troca de Marcha Congnitiva", apresentaram conclusões significativas sobre a nossa capacidade de automatizar comportamentos e repetir situações danosas.

Ocorre, que como resultado de nossas experiências de vida, nossa mente, é programada para agir de determinada maneira, diante de uma situação ou estimulo, de modo que, ao se repetir a situação, repetimos de forma inconsciente, o comportamento que foi automatizado e assim, somos levamos continuamente aos mesmos resultados.

Os comportamentos automatizados, se tornam inconscientes, logo, agimos no "piloto automático", o que é positivo para a execução de tarefas simples e rotineiras como dirigir, tomar banho e etc., no entanto, se tornam um impeditivo ao processo de mudança sustentável e resposta eficaz a situações complexas e desafiadoras, como sair de um relacionamento abusivo, ou mudar um comportamento destrutivo. Isto porque, para reagir de forma positiva a uma situação, precisamos estar conscientes dela e refletir antes da ação.

Portanto, para mudar uma situação recorrente em nossa vida, é necessário tornarmos nossas ações conscientes, de maneira que possamos sair do "piloto automático" e ter poder de decisão sobre nossos comportamentos, afim de adotar novos comportamentos, para obtermos novos resultados e assim, rompermos o ciclo da derrota. Alguns recursos para que isto ocorra são:

  • Novidade: Permitir-se viver situações diferentes, provar pequenas quebras no rotina, ou seja, gerar novos gatinhos que irão estimular seu cérebro na busca de soluções inovadoras;

  • Desafios: Expor-se a situações que desafiem sua habilidade atual para promover a busca consciente de novos recursos, afim de criar novos caminhos neurais que resultarão em novos pensamentos, habilidades e comportamentos;

  • Autoconhecimento: Observar e analisar seus comportamentos diante das situações recorrentes de fracasso, contribuirá para que você se torne consciente da maneira como tem reagido aos estímulos, e portanto, se torne capaz de trazer estes comportamentos a consciência, e assim transformá-los, por meio do desenvolvimento de novas competências e habilidades;

  • Autoestima: A fé em si mesmo, em sua capacidade de transformação e superação, serão determinantes, para que você enfrente a situação problema, de um novo modo, enfrentando o medo da mudança;

  • Acredite: Vencer, não esta relacionado a uma predestinação, ou talento nato, mas sim, a sua programação mental, ou seja, o quanto você esta consciente de suas necessidades, desejos e comportamentos. A qualidade dos seus pensamentos, também serão fatores determinantes para que o ciclo da derrota seja rompido e você se torne capaz de construir uma história de sucesso!

Vale comentar, que este é justamente o foco do trabalho de um coach, auxiliar o cliente em seu processo de conscientização de seu estado atual e de seu estado desejado, traçando um plano de ação para atingir este objetivo, contribuindo com a desconstrução de pensamentos limitantes.

Portanto, se o processo de conscientização e mudança, for desafiador, não hesite em procurar ajuda de um profissional, afinal, você tem todos os recursos internos necessários para obter o que deseja, basta apenas ajustar a sua programação mental. 

E se tiver dúvidas sobre este assunto, fique a vontade em registrá-las aqui nos comentários e terei prazer em responder!


Tenha uma vida significativa!

Saia do Piloto Automático! Em amor, #trocademarchacognitiva #comportamentoautomatizado #processodemudança #evoluçãopessoal #desenvolvimentopessoal #ciclodofracasso #quebradeciclodofracasso #pilotoautomáticopsiquico

1 visualização

© Todos os direitos reservados à Carla Rabetti | VIDA AUTÊNTICA.