Como a Terapia Floral funciona?

Atualizado: Ago 22


A saúde é nossa herança, nosso direito. É a completa e total união entre alma, mente e corpo, isto não é um ideal longínquo e difícil de alcançar, mas tão simples e natural que muitos de nós o negligenciamos. _ Dr. Bach


A história de Edward Bach


A Terapia Floral foi desenvolvida pelo Dr. Edward Bach, um médico-cirurgião que nasceu no Reino Unido no ano de 1886 e encontrou nas flores do campo a cura para o sofrimento dos doentes.

Bach atuou como médico-chefe do pronto socorro do University College Hospital, em Londres, e como cirurgião residente no pronto-socorro nacional. Mas em virtude de um grave problema de saúde, precisou abrir mão do cargo para se tratar.

Após recuperar-se, ele abriu um consultório na Harley Street W., no centro da capital, mas sentia-se insatisfeito com o tratamento ortodoxo, pois percebia que a medicina tradicional concentrava-se excessivamente no corpo físico, esquecendo-se do lado humano e de que os seres humanos não eram constituídos segundo um mesmo padrão. Além disso, a saúde dos pacientes não era medida após o tratamento.

Para Bach, era necessário não apenas lidar com a doença, mas também considerar a personalidade de cada indivíduo, pois nela estavam os sintomas mais importantes e a origem dos males.

Esta crença o levou a buscar outros métodos de cura e ao estudo da imunologia e bacteriologia.

Sua profunda convicção de que havia caminhos alternativos de tratamento o levou a trabalhar intensivamente e sem descanso em seu laboratório, até que uma grave hemorragia trouxe a necessidade de uma cirurgia e Bach foi novamente submetido à dor e ao sofrimento.

Ainda assim, contrariando os médicos que lhe davam poucos meses de vida, Bach estava convicto de que deveria dedicar todo o seu tempo a concluir os seus estudos e deixar um legado para a humanidade.

Na década de 1920, Bach era um médico homeopata reconhecido, trabalhando com uma equipe de assistentes. Desenvolveu os 7 Nosódios de Bach, usados para tratar diferentes doenças.

Seu objetivo era entender o ser como um todo, considerando que objetivo médico não deveria ser apenas a cura de doenças, mas a prevenção.


A descoberta das propriedades medicinais das gotas de orvalho


No ano de 1930, Bach viajou para o País de Gales, caminhando por todo o campo, rio e mar, observando as pessoas e a natureza. As plantas e o seu comportamento passaram a ser o seu principal objeto de estudo.

Certo dia, observando o orvalho da manhã que repousava sob as plantas, ponderou que aquela água que estava em contato com as flores sob a luz do sol poderia ter propriedades medicinais.

Decidiu recolher aquelas gotas de orvalho e estudá-las testando seu efeito em seu próprio organismo.

Seus estudos revelaram que, de fato, o calor do sol magnetizava a água com as propriedades da planta, tornando o orvalho medicinal.

Foi a partir desta descoberta que ele passou a colher orvalho de certas folhas antes que o sol as evaporasse e a experimentar seu efeito no próprio corpo. Ele percebeu que seus sentidos foram se tornando mais aguçados e que ao tocar nas flores, colocando-as na palma das mãos ou na língua, era capaz de sentir os efeitos de suas propriedades em seu organismo.

Ele também percebeu que algumas plantas tinham efeito fortalecedor e vitalizante; outras provocavam dores, vômitos, febres e efeitos semelhantes, e assim seguiu seus estudos confiando nos próprios sentidos.

Bach compreendeu que a luz do sol era o fator mais relevante, pois as plantas que cresciam em locais menos ensolarados tinham menor potencial vibratório.

Foi a partir daí que ele criou o método de expor flores ao sol dentro de uma tigela de vidro com água, pois descobriu que desta forma a água ficava impregnada com a energia da flor.

Um método simples e totalmente natural que integrava os quatro elementos: a Terra para nutrir a planta; o Ar do qual ela se alimentava; o Sol concedendo energia e a Água para recolher estes elementos e enriquecer com seu poder curativo.

Essa não é a cura do “vocês não devem”, mas sim a do “sejam abençoados”! _ Edward Bach

A origem das doenças


Em sua obra Cura-te a ti mesmo: Introdução para uma nova medicina!, Bach apresentou seus estudos sobre os seres humanos, a origem emocional das doenças e os métodos de cura que havia desenvolvido à base de plantas.


Bach acreditava na autorresponsabilidade de cada paciente em analisar suas próprias vidas para achar as causas de suas doenças, as quais ele acreditava terem origem em problemas emocionais que terminavam por levar a uma doença física.

Ele pregava que a verdadeira felicidade era um direito humano, algo natural e essencial.

Todos os seres humanos têm a capacidade inerente de transformar as emoções negativas em qualidades positivas e assim elevar as qualidades de amor de nossa essência divina. _ Edward Bach

Em seus estudos, Bach descreveu os temperamentos humanos como 12 estados mentais, e seus estudos eram direcionados, portanto, a identificar cura para estes 12 estados. Foi por volta de 1930 que ele encontrou e preparou as essências florais que nomeou de DOZE CURADORES: Impatiens, Mmulus, Clematis, Agrimony, Chicory, Vervain, Centarury, Certato, Scheranthus, Water Violet, Gentian e Rock Rose e escreveu a obra Cura-te a ti mesmo.

Após observar que algumas pessoas não reagiam aos medicamentos de cura por terem a doença enraizada em si mesmas num nível profundo, a ponto de tornar-se quase parte de sua natureza, Bach dedicou-se ao estudo de quatro novos florais que chamou de QUATRO AUXILIARES: Gorse, Oak, Heather e Rock Water. Mais tarde adicionou mais três florais a este grupo, dando origem aos SETE AUXILIARES: Vine, Olive e Wild Oat.

Ele pontuou que os quatro auxiliares poderiam tirar os sofredores de seu estado de estagnação e impulsioná-los para uma atividade totalmente nova, podendo, então, serem auxiliados pelos Doze Curadores.

Nessa época, ele já cuidava de seus pacientes com muito sucesso usando seus novos elixires.

No ano de 1934, Bach mudou-se para uma casa em Mount Vernon, onde planejou e criou seu jardim e desenvolveu o remédio Wild Oat, citado acima.


A prevenção e a cura acontecem quando localizamos o erro dentro de nós mesmos e suprimimos este defeito por meio do cuidadoso aprimoramento da virtude que o destruirá; não combatendo diretamente o erro, mas desenvolvendo tanto estas virtudes que ele chegue a ser varrido de nossa natureza! _ Edward Bach

Por fim, Bach elaborou uma combinação de remédios florais para ser usada em casos emergenciais, sendo: Impatiens para tonificar a mente e o coração, dissolvendo o estresse; Clematis para trazer as forças da consciência para o momento presente; e Rock Rose para fortalecer a coragem evitando o pavor provocado por situações adversas. Posteriormente, acrescentou à fórmula outras duas essências florais: Star of Bethlehem, para cura de traumas, e Cherry Plum, para manter a paz interior e o equilíbrio da mente. E assim nasceu o RESCUE ou REVIVAL.


Terapia Floral é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde


O Dr. Bach foi muito perseguido pelo Conselho de Medicina inglês após publicar seus artigos a respeito das essências florais. Então, em 1936, em sua última carta, publicou a seguinte declaração: “Tendo provado que as ervas do campo são muito mais fáceis de usar e tão maravilhosamente eficazes em seu poder curativo, eu abandono a medicina ortodoxa”.

Afirmou que abandonaria o título de médico e que preferia, então, ser chamado de herbalista, embora o seu nome nunca tenha sido retirado do registro de médicos da Inglaterra.

No verão daquele mesmo ano Bach escreveu a edição revisada da obra Os Doze Remédios Curadores e Outros Remédios.

A Terapia Floral defende que problemas de saúde frequentemente têm suas origens na mente; sentimentos que foram reprimidos irão emergir, primeiro, como conflitos mentais e, depois, como doenças físicas.

Ainda em 1936, Bach escreveu a seus colaboradores Nora Weeks, Victor Bullen e Mary Tabor, que acompanharam de perto sua vida e seus estudos, dizendo que sua tarefa estava cumprida e pedindo que eles dessem continuidade à obra que havia sido começada espalhando este conhecimento:

Minha tarefa esta cumprida; minha missão neste mundo está terminada.

Há momentos como este, em que estou esperando um chamado não sei de onde.

Se este chamado vier, como pode acontecer a qualquer minuto, eu lhes suplico, a vocês três, que continuem a obra maravilhosa que começamos. Uma obra que pode libertar os homens, eliminando os poderes das doenças.

Bach faleceu pouco tempo depois de escrever esta carta, na madrugada de 27 de novembro do mesmo ano, em razão de uma parada cardíaca.

Após sua morte, em 1976 a Terapia Floral foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma ajuda à humanidade em momentos de transição, auxiliando na harmonização dos corpos (etérico, emocional e mental) e facilitando o livre fluxo das energias através da personalidade.



A Terapia Floral do Dr. Bach conta com orientações acerca da aplicação dos florais em cada circunstância, assim como sobre a natureza das enfermidades e a forma de dominá-las, permitindo que o organismo descubra o caminho até a verdadeira saúde interior.

A vida não nos exige grandes sacrifícios... Pede-nos apenas para fazermos a nossa viagem com alegria no coração e para sermos uma bênção para aqueles que estão ao nosso redor! _ Edward Bach

Aplicação da Terapia Floral


O floral pode ser tomado junto com bebidas como água, leite ou outras. As gotas também podem ser aplicadas diretamente na boca.

Existe ainda a possibilidade de ser aplicado sobre lesões com um pano umedecido com água e com a solução e também pode ser aplicado como loção.

É possível usar também na água da banheira ou pingar na esponja gotas do remédio.


Terapia Floral no processo de autodesenvolvimento


A Terapia Floral é, portanto, resultado de uma vida dedicada à sua descoberta e está disponível de forma acessível e com baixo custo para todos.

Em processos de autodesenvolvimento em que trabalhamos as emoções, o desenvolvimento da personalidade e o aprimoramento pessoal, como uma forma preventiva de doenças emocionais e físicas e também de aprimoramento pessoal, a Terapia Floral pode ser uma forte aliada como ferramenta de terapia complementar.

Para garantir o uso dos florais de maneira adequada, é importante buscar a orientação de um terapeuta floral certificado por uma instituição séria, que domine a técnica e seja capaz de orientar corretamente o seu uso.


Querido(a) leitor(a), sua contribuição é mais do que especial - é essencial!

Caso tenha dúvidas sobre este assunto ou queira compartilhar algum insight ou observação gerado a partir da sua leitura, fique à vontade para me escrever no espaço dos comentários abaixo. Será um prazer interagir com você!


Em amor,


#terapiafloral #terapiacomplementar #floraisdebach #dredwardbach

© Todos os direitos reservados à Carla Rabetti | VIDA AUTÊNTICA.